EXCLUSIVO | Entrevista a «Rub3nix», um dos top players de CS em Portugal

Ruben Santos, a.k.a Rub3nix, é um dos melhores jogadores de Counter Strike: Global Offensive, em Portugal. Atualmente, defende as cores da EGN (Electronik Generation).

Em entrevista exclusiva à Karga!, desvendou como passou de Ruben, aspirante a profissional da bola, a Rub3nix, jogador de CS:GO.

Karga! – Qual foi o primeiro videojogo que jogaste na vida?

Ruben Santos – Foi o Peter Pan para a Mega Drive. O meu primo ficava a tomar conta de mim e eu passava tardes a jogar com ele.

K! – Quando, em miúdo, pegavas no comando para jogar, alguma vez pensaste “era mesmo fixe se pudesse receber dinheiro por isto”?

RS – Não, em miúdo acho que nunca pensei poder vir a receber para jogar algum jogo sem ser o futebol. Aliás, eu só me dediquei a 100% no CS, porque me lesionei a sério.

K! – Como foi a tua entrada no mundo profissional do gaming?

RS – Tudo começou em 2014, quando eu e a minha equipa da altura nos qualificámos para a ESWC (ESports World Convention). Nós éramos os “underdogs” e conseguimos chegar à final portuguesa, sem qualquer tipo de dificuldade. Como prémio desse torneio conseguimos ir a Paris, o que para muitos de nós era o primeiro torneio internacional. A partir daí os patrocínios começaram a investir mais e tornou-se tudo mais fácil.

K! – Já se consegue viver do gaming em Portugal? No teu caso, se quisesses conseguias viver apenas do jogo?

RS – Algumas pessoas conseguem-no fazer, mas não é algo que seja fácil. No meu caso em particular conseguia, mas não iria ser uma vida muito folgada.

“O meu sonho é qualificar-me para um Major, com uma equipa inteiramente portuguesa”

K! –  Como é uma semana do Rub3nix, jogador de CS na EGN?

RS – Os nossos treinos começam ás 15h00 e prolongam-se até às 20h00. Por vezes, como temos alguns torneios, o nosso horário é extensível até à meia noite. Mas, de segunda a sexta, treinamos todos os dias pelo menos 5/6 horas. Depois do treino de equipa há que praticar também a nível individual.

K! – Qual é a posição da família em relação a este “trabalho”?

RS – A posição da minha família é dividida. A minha mãe não gosta muito, mas o meu pai incentiva-me a continuar a lutar por isto. E os meus irmãos dão-me um apoio incondicional.

K! – Estiveste imenso tempo no pódio do ranking nacional de jogadores de CS. Entretanto, em 2017 desceste algumas posições. Como comentas isto?

RS – É muito inconstante. Há um top 3 “definido”, depois o resto é um bocado mais difícil, porque o nível é muito equilibrado.

K! – Todos os jogadores trabalham para um objetivo. Qual é o teu?

RS – O meu objetivo (sonho) é conseguir qualificar-me para um Major, com uma equipa inteiramente portuguesa.

Rub3nix, quando ainda jogava pela K1ck
Rub3nix, quando ainda jogava pela K1ck – Imagem HLTV – Liquipedia
karga Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *